Facebook Twitter Instagram

Setur e DPCA apresentam dados sobre violência sexual contra crianças e adolescentes

maxresdefault

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes a Secretaria de Estado do Turismo do Maranhão (Setur-MA), realizou nesta terça-feira, 19, um bate papo, por meio de uma live, entre o secretário Catulé Júnior e a delegada titular da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente (DPCA), Adriana Meirelles.

No debate virtual foram tratados diversos assuntos relacionados à violência sexual sofrida por crianças e adolescentes, bem como as ações realizadas pelo programa do governo ‘Mais Infância Mais Turismo’ e os registros de casos mais comuns de crimes sexuais praticados no Maranhão.

DADOS

Em 2019, dos 405 inquéritos instaurados para abertura de investigação de crimes sexuais no estado, 300 casos foram por estupro de vulneráveis, ou seja, cometidos contra crianças menores de 14 anos.

Nos primeiros quatro meses de 2020, foram registrados 42 casos de abuso e exploração sexual contra menores, sendo 15 registros em janeiro, 7 em fevereiro, 13 em março e 7 casos em abril. Ainda segundo os dados, em 90% dos registros, a violência foi cometida dentro da residência da vítima por uma pessoa da própria família.

Alguns sinais podem ajudar a identificar possíveis casos de abuso e exploração sexual estão, muitas vezes, associados à mudança de comportamento da vítima, como por exemplo, crises de gritos, tentativa de suicídio, fuga de casa e uso de drogas.

Os números de violência sexual contra menores durante o período de isolamento social causado pelo novo coronavirus diminuíram no estado. Segundo a delegada, a diminuição dos casos pode ter relação direta com o fato de as vítimas não estarem mais sozinhas dentro de casa e passarem bastante tempo nesse período de pandemia acompanhadas de outros membros da família.

O secretario Catulé Júnior destacou a importância do engajamento da sociedade civil no sentido de denunciar os crimes sexuais, assim como, de sensibilizar e orientar as crianças a tomarem a atitude de denunciar também.

“A criança muitas vezes tem vergonha de falar que foi abusada ou explorada com medo de que as pessoas pensem, de forma pejorativa, a ponto delas se sentirem rebaixadas diante das outras pessoas. Em muitas vezes esses crimes sexuais afetam toda a vida da criança que foi abusada”, destacou o secretário.

No bate papo virtual, a delegada alertou também para outros tipos de crimes sexuais bastante comuns sofridos por crianças e adolescentes: os crimes cibernéticos. Ela aconselha os pais a redobrarem a atenção e fiscalizar as atividades virtuais dos filhos.

“Assim como o crime sexual físico, as crianças estão também bastante vulneráveis a esse tipo crime na internet. Oriento os pais a está sempre observando o que seus filhos estão fazendo na internet, orientá-los a não adicionar estranhos em redes sociais e a conversarem com essas pessoas, e não compartilharem fotos e vídeos com pessoas desconhecidas de seu laço de amizade”, orientou.

Como denunciar

Em caso de suspeita, o disque 100 é uma das ferramentas de denúncia anônima disponível, ou ainda, pelos telefones da DPCA-MA, nos números (98) 3214-8667 / 3214-8688. As denúncias podem ser também feitas ao Ministério Público e aos Conselhos Tutelares de cada município.

Mais Infância, Mais Turismo

O Programa ‘Mais infância Mais turismo’ é um projeto do governo do estado do Maranhão que, através da Secretaria de Estado do Turismo (Setur-MA), tem o objetivo de desenvolver ações de enfrentamento e de sensibilização da população contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, com foco nos polos turísticos maranhenses.

De 2019 a março de 2020, mais de 7 mil estudantes do nível fundamental e médio foram sensibilizados por meio de palestras e seminários, e blitz com distribuição de material promocional em bares, restaurantes, rodovia e meios de hospedagens.

As ações ocorreram nos municípios de Caxias, Timon, Codó, Pedreiras, Imperatriz, Santo Amaro, Atins, Estreito, Tasso Fragoso, Vargem Grande, Riachão e Carolina.e, na grande ilha de São Luís,com realização de blitz na Avenida Litorânea e no início da BR-135 até a região da Estiva.

A última ação desenvolvida pelo “Mais Infância, Mais Turismo”, antes da pandemia de Covid-19, foi a realização de blitz durante o último dia de pré-carnaval na Avenida Beira–Mar. Na ocasião, servidores da Setur-MA realizaram abordagens informativas em toda extensão do circuito carnavalesco e nos estabelecimentos próximos, dialogando com funcionários, clientes dos estabelecimentos, vendedores ambulantes e foliões. Durante a abordagem foram entregues e colados materiais informativos como cartazes, adesivos e bottons em áreas de fácil visibilidade nos estabelecimentos visitados.

WhatsApp-Image-2020-02-16-at-12.00.26-6 WhatsApp-Image-2020-02-16-at-12.02.07-14-300x200

Servidores da Setur-MA em ação na blitz do “Mais Infância, Mais Turismo” durante o carnaval de 2020

Endereço

Secretaria de Estado do Turismo - SETUR

Av. Dom Pedro II,
Pça da Mãe d'Água,
Nº. 32 - Centro
CEP: 65010-450

São Luís - Maranhão

E-mail para contato:

ascomseturma@gmail.com

Encontre no Mapa

Desenvolvido pela Sec. Adj. de Tecnologia da Informação - SEATI